quarta-feira, 30 de abril de 2008

O ibope da morte




Autor: Rogério Hirota (SacroSancttus)
Em: 30/Abr/2008

Atualmente o caso mais falado na televisão é o caso da garotinha assassinada Isabela que foi realmente trágico mas poucas vezes paramos para pensar no porquê destas situações estarem acontecendo. E a resposta a esta pergunta vem da própria Igreja, é a destruição da família, dos valores cristãos, do respeito a Deus e ao próximo.

Quanto mais a humanidade caminha para longe destes valores mais o homem vai se tornando irracional, vai se perdendo o sentimento de amor e os laços que unem as pessoas.

A destruição da família é um fato que está acontecendo e está trazendo muitas outras tragédias a sociedade, perdendo-se o sentido de muitas coisas que antes eram importantes como o casamento, o sexo (virgindade, castidade, celibato), a fé (mercado de igrejas, desvalorização da vida consagrada), desvalorização da Vida (aborto, eutanásia, manipulação de células embrionárias), entre outras.

O pior que estes temas tem gerado polêmicas e dado ibope aos meios de comunicação principalmente os que não aceitam os ensinos da Igreja e batem de frente quando se trata de assuntos defendidos por Ela e pelo fato da sociedade perder a noção do sagrado é que se acaba tendo dúvidas sobre estes assuntos, dando então muita audiência.

Hoje nós católicos temos que saber peneirar o que é bom e o que é ruim , somos chamados a viver a vocação da santidade principalmente em nossa família para que não sejam semeados os frutos da destruição que tem impregnado o mundo atual.

Os primeiros cristãos viviam em comunidade, não possuiam bens tinham tudo em comum e reinava em meio deles uma felicidade que evangelizava , pessoas queriam conhecer de onde vinha aquela alegria. Como católicos devemos mostrar a alegria de viver a fé, de valorizar o sagrado, de valorizar a Familia e a Deus e com certeza muitos virão nos seguir, porque não há alegria nas trevas em que o mundo esta vivendo e nos sabemos qual o remédio para a cura, é Deus e podemos encontrá-Lo em plenitude (Corpo, Sangue, Alma e Divindade) na Igreja Católica que é o depósito dos tesouros de Deus.

I Tessaloniscense 5,21 "Examinai tudo: abraçai o que é bom."
1 Corintios 6,12 "Tudo me é permitido, mais nem tudo me convem.Tudo me é permitido mais eu nao me deixarei dominar por coisa alguma"
1 Corintios 10,23 "Tudo é permitido, mas nem tudo é oportuno. tudo é permitido, mas nem tudo edifica"


© Livre para cópia e difusão na íntegra, com menção do autor e do site

Nenhum comentário: